Blog Joalharia

Branqueamento

Há cerca de um ano, quando comecei a fazer experiências com o maçarico, comprei um pó de branqueamento e um pote elétrico. Ao princípio nem tentei usar porque a única coisa que fazia eram bolas na ponta do fio de prata e consegui limpá-las facilmente com palha de aço ou um banho limpa-pratas para talheres, que também é ácido apesar de não ser tão forte como o branqueamento.

À medida que fiquei mais interessada em trabalhar com o maçarico, decidi finalmente comprar o pote para branqueamento, mad depois fiquei grávida e não quis arriscar usar químicos durante ou logo após a gravidez, por isso tem estado guardado até agora.

Entretanto mudei de casa e montei o meu atelier num quarto onde posso trancar a porta. A minha filha está na creche e tenho que fazer uns brincos para o casamento de uma amiga. Fiz mais uns quantos alfinetes com uma bola derretida na ponta e resolvi experimentar o branqueamento.

O produto de branqueamento que comprei é um pó branco que se deve dissolver em água quente. O líquido resultante é depois colocado no pote de branqueamento e mantido quente para ser mais eficaz.

Uma vez que estava só a limpar 26 afinetes e tinha acabado de misturar o líquido pela primeira vez, nem foi preciso manter o pote ligado porque o líquido ainda estava quente suficiente para limpar depressa.

Fiquei satisfeita com o resultado. Algumas das bolinhas ficaram com poros e nessas zonas ainda estava preto mas de resto o metal ficou limpo e branquinho. Vou ter de usar a palha de aço ou mesmo uma lima para acabar de limpar estas zonas mas não tive a descoloração que costumo ver quando uso o líquido de limpeza para talheres que usava antes. O branqueamento, desde que quente, também é um método de limpeza muito mais rápido do que palha de aço num alfinete de cada vez.

Resolvi guardar o líquido de branqueamento num frasco de vidro por agora. Provavelmente podia deixá-lo no pote mas tive medo de o estragar porque não uso ainda com muita frequência.

Tive alguma dificuldade em “pescar” os alfinetes do fundo do pote. O pó não devia estar ainda completamente dissolvido e por isso o líquido estava um bocado turvo o que não permitia ver onde estava o metal.A pinça de latão que comprei também é pouco comprida e é difícil de chegar ao fundo sem enfiar os dedos lá dentro. Acabei por deitar o líquido para outro recipiente de forma a chegar aos alfinetes mas de futuro tenho de arranjar outra solução mais prática.

Veja também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *